Amor Imponderável


  Em meio à multidão, procuro inutilmente a cumplicidade do seu olhar.
  Seus olhos... sinto falta do brilho sereno e doce que emana das portas de sua alma...
  Não posso ver seu rosto, embora inúmeras vezes eu tenha jurado enxergar seu sorriso num lapso de delírio onírico.
  Um sonho acordado ou um pesadelo de ilusão?
  Tanta falta me faz, uma saudade intensa oprimindo meu peito...
  Você está tão longe e ao mesmo tempo tão perto...
  Invisivelmente palpável como o ar entre meus dedos...
  Para onde quer que eu vá me afasto e me aproximo de você.
  Habitante do meu coração, nem sei se você existe,
  E me pergunto se algum dia te aquecerei com o calor do meu abraço...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário!