Toque de Mágica

  Sentei na areia e fiquei observando o mar. A solidão mais uma vez era minha companheira.
  Fechei os olhos e tudo pareceu diferente. Senti algo como uma mão a me acariciar. No impulso de ver quem era, abri os olhos e não havia ninguém por perto. Resolvi fechar os olhos novamente,  outra vez a mão invisível deslizou carinhosamente sobre meu rosto. O Sol dava impressão de que me abraçava, seu calor não era intenso, pelo contrário, me confortava. A brisa do mar beijava meu rosto e deixava no ar um perfume agradável. O vento parecia ter vida própria, cada sopro era um gesto. Os pássaros cantavam alegremente, o som das ondas e o silvo do vento formavam uma sinfonia celestial.
  Não sabia ao certo o que estava acontecendo só tinha uma única certeza: tudo aquilo me fazia muito bem. Embora sozinho, sentia alguém ao meu lado. Imagens surgiam em minha mente de alguém sorrindo. Quem era, de onde era? Tentava achar explicações e não conseguia. Depois de desistir de solucionar o inexplicável, uma voz calma e doce sussurrou no meu ouvido:
  - Estou trazendo o carinho que alguém dedica a você, essa pessoa não pode está fisicamente ao seu lado. Mas os sentimentos não estão restritos à presença física, eles voam com o vento, brilham com o sol e cantam com os pássaros. São seres viventes da natureza. Saem em busca daqueles a quem são dedicados. Onde você acha que foi parar o seu carinho por esta pessoa? Essa é a magia da vida, bem vindo a este mágico mundo onde podemos sentir sem sermos tocados...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário!