Caminhos Internos

 
Caminhos novos se abrem, o espírito inseguro e receoso sente novamente seu coração apertar. O novo assusta e transforma o homem adulto em criança indefesa. O passado obscurecido pelo presente se faz sentir pelas marcas que deixou na alma.
  A vontade de seguir adiante e enfrentar os desafios de frente é mesclada com um sentimento de insegurança. Ora o peito de se infla de entusiasmo, ora a postura se encolhe de desânimo.
  A consciência batalha contra suas próprias fraquezas. A sensação de vazio e impotência cria uma guerra interior. O conflito interno enche o espírito de incertezas. Traumas do pretérito contrastam com suspiros de esperança.
  O espírito busca um refúgio, mas sabe que não encontrará paz enquanto a luta no seu âmago não cessar. Não há para onde fugir, ninguém foge de si mesmo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário!